Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Anilton Levy



Segunda-feira, 21.01.13

No Silêncio da Noite

NO SILÊNCIO DA NOITE


No silêncio da noite sujei o papel com tintas

No silêncio da noite uma roupa foi suja com sangue

No silêncio da noite dei vida a uma poesia

No silêncio da noite uma vida deixou de existir

No silêncio da noite tracei traços e mais traços

A minha caneta percorre os caminhos das linhas

No silêncio da noite um carro ficou por caminho


Noite de sonhos e pesadelos

De senas tristes e belos


Nesse mesmo silêncio

A noite ouviu os gritos de um homem

Aflito, fugindo do ritmo vagabundo da cidade


No escuro da noite uma mulher deu luz

Na mesma noite uma mulher chorou ao ver uma luz apagar


O sol, a muito que desapareceu

Mas mesmo assim

O céu brilha

Tantas luzes

O cão ladra

O silêncio espanta

Perturba-me

Não escrevo mais nada

ANILTON LEVY

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Anilton Levy às 08:47



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031